Madre Emilie de Villeneuve

O colégio em que estudamos é parte de um grande sonho que começou há muito tempo, bem longe daqui.

Emilie de Villeneuve – nos remete a uma mulher muito especial que, no século XIX, na França, no rastro da Revolução de 1789, decidiu, com todas suas forças, fazer de sua vida um dom de serviço e doação.

 

Nascida em 9 de março de 1811, numa família nobre e muito cristã, Emilie foi uma menina e uma adolescente de seu tempo, mas com um desejo diferente e mais amplo em seu coração. Ela via a realidade que a circundava e percebia quantas pessoas sofriam, quantas crianças e quantos jovens estavam largados e sem escola, famintos de pão e de dignidade.

Ela os via, ouvia a voz deles e foi aonde eles estavam. Por isso, fundou em 1836, a Congregação das Irmãs que rapidamente se espalhou pelo mundo.

A CONGREGAÇÃO DAS IRMÃS AZUIS

O nome com que as irmãs da Congregação das irmãs de Nossa Senhora da Imaculada Conceição de Castres são conhecidas deriva da cor do hábito que usavam. O objetivo primeiro de Emilie de Villeneuve era escutar e atender os apelos dos pobres, contudo, ela nunca fechou portas para outras atividades e poucos anos depois da fundação, já enviava as primeiras missionárias para a África.

Em 1904, com a complicação da vida dos religiosos na França por motivos políticos, a congregação expandiu-se pela Espanha e pela Itália e cruzou o oceano em direção ao Brasil e à Argentina. Em todos esses lugares, dedicando-se seja à educação, seja aos doentes e aos pobres, as Irmãs criaram raízes e produziram frutos, fazendo com que o carisma azul assumisse outros rostos, falasse a língua de outros povos e aceitasse novos desafios.

 

Hoje, as Irmãs Azuis estão em quatro continentes. Sem dúvida, isso aconteceu e está acontecendo, porque Emilie colocou sua pequena congregação sob a proteção, na escola e nos braços de Maria. As Irmãs continuam vivendo o sonho de Emilie nos lugares mais diversos: em missão inserida nos meios populares, onde vivem, na vida da sociedade e da paróquia, em diferentes frentes de trabalho, especialmente junto aos pobres e às pessoas em situação de risco, junto aos prisioneiros, às crianças de rua, às mulheres marginalizadas ou maltratadas; atuam na promoção da mulher, na alfabetização de adultos, na pastoral da criança, junto aos indígenas, em estabelecimentos escolares e no mundo da saúde. De modo geral, as Irmãs são enviadas a lugares pobres e necessitados. Mas, conforme o desejo de Emilie, podem “empreender certas obras que não tenham por objetivo o cuidado dos pobres, mas estas devem ser consideradas secundárias e só podem ser assumidas para contribuir com o êxito das primeiras”. A Congregação é essencialmente missionária e pode enviar as Irmãs fora de seu país de origem, “onde a voz dos pobres as chamar”.

Para saber mais informações da presença das Irmãs Azuis no mundo, acesse o site mundial da Congregação: www.ciccastres-br.net

MISSÃO E VISÃO

A Rede Azul de Educação, da Congregação das Irmãs da Imaculada Conceição de Castres, inspirada no carisma de Emilie de Villeneuve, centrado nos valores evangélicos, assume como sua missão a formação de comunidades educativas aprendentes, comprometidas com a defesa da vida e da dignidade humana.

Nossa visão a respeito de educação, no que concerne a sua essência, estreitamente vinculada à evangélica opção pelos pobres vivida por Emilie de Villeneuve, volta‐se para a promoção de toda a comunidade educativa.

 

Concebendo, pois, educação a partir de uma ótica sistêmica, integral e integrante, pretendemos, também, viver uma práxis transformadora e geradora de esperança, fundada no respeito à alteridade e à diversidade, almejando, na complementaridade, a construção de uma cultura de paz e solidariedade. Por coerência, tal concepção deve alicerçar uma ação educativa que prime pela excelência acadêmica, pela vivência ética e efetiva dos valores fundamentais à dignidade humana e pela crítica e contínua reflexão sobre si mesma.

VÍDEO INSTITUCIONAL
SOBRE NÓS

A Rede Azul de Educação, da Congregação das Irmãs da Imaculada Conceição de Castres, inspirada no carisma de Emilie de Villeneuve, centrado nos valores evangélicos, assume como sua missão a formação de comunidades educativas aprendentes, comprometidas com a defesa da vida e da dignidade humana. Nossa visão a respeito de educação, no que concerne a sua essência, estreitamente vinculada à evangélica opção pelos pobres vivida por Emilie de Villeneuve, volta‐se para a promoção de toda a comunidade educativa.

CONECTE-SE
  • Facebook Social Icon

Rua Nelson Raineri, 700 - Lajeado
Cotia - SP - Cep 06702-155
(Raposo Tavares - km 34,5)

Tel.: (11) 4148-9110

© 2019 por VOGA Comunica. www.vogacomunica.com.br via Wix.com